Novo banner e a obrigação de postar

Quem é morto-vivo sempre aparece, né? Bom, primeiramente, quero apresentar pra vocês a nova capa do blog, que o Ed fez pra mim sob encomenda. Eu conversei com ele e disse que queria dar uma cara mais pessoal para o blog, então, sem que eu dissesse exatamente o que queria, ele criou isso! E eu fiquei realmente encantada porque é muito eu! Eu me vejo resumida em uma ilustração. Depois vou fazer um post mais específico sobre a arte do Ed, que eu conheci através do instagram, então, por enquanto, fiquem com o resultado dessa parceria que deu muito certo:

FontCandy (31).png
Muito Bettie From Hell

E também vim falar um pouco sobre a obrigação de postar.

Quando eu criei o blog, eu tinha somente a intenção de manter uma plataforma para unificar minhas coisas, sem a pretensão de tornar o blog uma coisa grande, mas os dias foram passando e eu comecei a me cobrar e a me sentir obrigada a postar e quando eu começo a me cobrar, logo aparece um sentimento de infelicidade. Sou de natureza rebelde, então qualquer obrigação me desanima. Entendam, ter blog não faz de mim blogueira. Pelo menos não, no sentido genérico da palavra. Eu gosto de ter visibilidade na internet, mas na vida real eu sou bem reservada, morro de vergonha de tirar fotos em público ou gravar vídeos. Sigo e admiro muitas meninas assim, mas eu mesma, não consigo. Eu sou assim.

Mas o que eu quero dizer com isso é que eu não vou manter um compromisso de postar, pretendo falar sobre várias coisas que já me pediram, outras que eu acho relevantes, mas não esperem um post por semana. Não entendam isso como falta de consideração com os leitores, mas é que dessa forma, eu permaneço fiel a mim mesma, o que me leva a manter o foco.

Espero que entendam. Sem desculpas, até a próxima.

Sunglasses After Dark

tumblr_on1lmhiNrY1t50ryho1_r1_400

Se existe um objeto mágico, que transforma qualquer estilo e dá aquele ar de mistério, esse objeto se chama óculos escuros! Eu sou apaixonada por eles, tenho vários modelos, mas os que eu mais gosto são os modelos gatinhos de qualquer estilo! Grandes, tradicionais, degradês, pretos, com um toque de cor, enfim, não importa, contanto que combine com a minha franja (rs).

É impressionante o que eles fazem por nós. Às vezes estou com aquela cara amassada por dormir demais ou de menos, ou estou com uma roupa simples e então coloco os óculos e eis que a mágica acontece! Eles levantam qualquer visual, além de prevenir rugas de expressão e manchas na área dos olhos.

A minha indicação de loja preferida é a Genie Vintage! A maioria dos meus óculos são de lá e os meus seguidores tem 10% de desconto usando o cupom BETTIEFROMHELL! Então se você gosta de óculos retrôs ou clássicos, essa é a sua loja!

Confiram alguns modelos da Genie Vintage:

Gostaram? Acompanhe a loja também nas redes socias pelo Facebook e Instagram

Beijos e até logo.

Look do dia: Vivien of Holloway

Uma das coisas que esse mundinho de internet me proporcionou e me deixou mais que feliz, foi ganhar um vestido da loja inglesa Vivien of Holloway

A loja é especializada em roupas dos anos de 1950 e no formato atual existe desde 2000, mas a sua criadora e idealizadora costura desde os oito anos de idade! Ela é uma verdadeira entusiasta do estilo vintage e mantém o estilo de vida em, praticamente, toda a sua vida, como podemos ver em seu Instagram

1391433917Vivien_web
Vivien, criadora e idealizadora da marca

Os vestidos são de excelente padrão e para mim, não foi difícil escolher um, porque eu sempre sonhei com um vestido preto, midi e rodado. Quando ele chegou, eu fiquei surpresa com a qualidade do tecido e do corte. É realmente de alto padrão! Para vocês terem ideia, a marca já vestiu ninguém menos que Amy Winehouse!

18622122_10155495912799869_6701708077347514957_n
Nossa eterna musa ❤

Fiquem agora com o ensaio que eu fiz, em parceria com meu amigo e excelente fotógrafo, Rodrigo Tadashi

_DSC6160

 

_DSC6110 (1)_DSC6105 (1)_DSC6138_DSC6157_DSC6125_DSC6137 2_DSC6169_DSC6168

Espero que tenham gostado! Obrigada e até a próxima!

Dica de beleza: Toplaser!

16939402_1833423190242586_6649838295674157689_n

Há umas duas semanas atrás eu fiz a minha segunda sessão de depilação a laser nas axilas e hoje vim contar tudo para vocês!

O procedimento era uma coisa que eu sempre quis fazer, mas acabava deixando pra lá e investindo em outras coisas, mas isso porque o meu gosto estético prefere o liso, sem pelos, tanto para homens, quanto para mulheres, mesmo sabendo que nossas preferências são socialmente construídas. Respeito quem gosta e quem não gosta também, porque ninguém é obrigado.

Uma das minhas maiores preocupações era a dor, mas gente, sério, dói menos que tatuagem e dura uns cinco minutos em cada axila. É muito rápido! Eu fui orientada a deixar o pelo curto e visível, ou seja, uns dois dias antes da primeira sessão, você deve raspar a região onde irá fazer o procedimento. Outra coisa que me explicaram é que o laser atinge regiões mais pigmentadas, por isso você não deve fazer caso esteja bronzeada ou em áreas com tatuagem, etc.

O resultado tem sido incrível! Meus pelos estão nascendo bem fininhos e isso com apenas duas sessões! Imaginem na última (são 10 com intervalos de 45 dias)! Além disso, aquele aspecto escurecido que as axilas tem, devido à depilação, está clareando gradativamente.

A clínica que eu escolhi é a Toplaser, que eu confio e recomendo muito. As meninas são super atenciosas e simpáticas, além de ser uma empresa séria e confiável, afinal, é um procedimento simples, mas pode causar danos se não for feito com responsabilidade.

Vou deixar aqui o contato das lojas, caso queiram fazer uma avaliação ou passar pra conhecer o lugar:

  • Unidades Campo Grande/MS: 67 3043 3113 e 67 3326 1263 (Shopping Campo Grande);
  • Unidade Dourados/MS: 67 3427 6922;
  • Unidade Presidente Prudente/SP: 18 3916 7699.
_DSC0588a
A loja de Presidente Prudente, que fica no Prudenshopping

 

_DSC0592a
No dia em que estive lá, a clínica estava com a temática do Dia dos Namorados ❤
_DSC0595a
Unidade Toplaser Presidente Prudente

Ah e não se esqueçam de seguir a clínica nas redes, pois eles sempre estão com umas promoções ótimas! Tem Instagram e Facebook.

E vocês, já fizeram depilação a laser? Tem vontade? Tem dúvidas? Deixe nos comentários!

Beijos e até!

 

Adoramos a morte?

Ca000

Outro dia um aluno me perguntou: professora, por que você gosta tanto da morte? Acabei dando uma resposta vaga, que não me deixou satisfeita e ainda não respondeu à pergunta, mas isso me fez refletir. Somos mesmo obcecados pela morte? Usamos símbolos que remetem à morte, vestimos o preto, que simboliza o luto, nossas músicas mencionam o derradeiro momento, a literatura, a estética, enfim, tudo.

É um tanto natural que a sociedade tenha esse pré julgamento sobre nós, já que a morte, no Brasil, é vista como um tabu, ou seja,”Não falaremos sobre ela, porque dessa forma, ela, talvez, não venha”. Antigamente, quando eu era criança, eu sempre via pessoas sendo veladas em casa, ali mesmo na sala, no lugar onde a pessoa sempre viveu, hoje, é muito raro ver esse tipo de acontecimento. Os velórios são feitos em locais especializados, morre-se no hospital, a vida prolonga-se com as tecnologias, a cada dia descobrimos novos medicamentos, a expectativa de vida cresce e isso nos dá a impressão de que a morte é algo distante e subjetivo, mas ela não é. Não há nada mais objetivo e democrático que a morte. Ela vem para grandes tiranos da História, religiosos, canalhas, ricos, pobres. Cada pessoa tem um jeito de lidar com a morte, mas a nossa sociedade insiste em ignorá-la.

Mas então, não sofremos com a morte? Mas é óbvio que sofremos com a morte!

Nossos familiares, amigos, nossos ídolos se vão e nós choramos, sofremos, pensamos naquela representação que terminou, o que nos traz uma terrível dor. Os nossos aniversários, nossas rugas, os fios de cabelo branco que insistem em nos lembrar que o nosso tempo está terminando e que o ciclo da natureza está se completando.

Então, qual é a diferença? A diferença está na forma como encaramos a morte. Os símbolos da morte que utilizamos nos fazem lembrar que ela é inevitável e está presente e que por mais que isso possa nos tornar melancólicos, também nos faz querer viver esse intervalo entre o nascimento e a morte, da melhor forma possível. Ser feliz da forma que acreditamos, amar as pessoas que nos despertam esse sentimento, ser generoso, sincero, amigo, empático, compreensivo, enfim, tudo o que nos torna pessoas boas, independente da ameaça de um céu ou um inferno.

Muitas pessoas, preconceituosamente, dizem que isso é mórbido e doentio, mas nutrem um fetiche estranho por fotos de acidentes e cadáveres sendo vilipendiados, como ocorreu com o cantor famoso, que morreu em um acidente. Quantas pessoas não recebem ou compartilham esse tipo de foto ou vídeo pelas redes sociais? Isso sim é doentio, além de ser um crime e uma absurda falta de respeito com a pessoa morta e a família. Isso sim é asqueroso e desprezível.

A morte vai chegar de qualquer forma, independente de falarmos sobre ela, ou não. O que muda é que, quanto menos se fala sobre algo, mais ele causa angústia, então temos a certeza de que, ao falarmos sobre ela, encontraremos, de alguma forma, um conforto para algo triste, porém, inevitável.

Morrer me assusta menos do que a pobreza, a miséria e a fome. Morre-se em vida com o sofrimento e isso me causa uma infinita melancolia e tristeza.

Vamos todos morrer um dia e isso nos une mais do que gostaríamos.

6a00d83454de4669e200e54feb282b8833-800wi
“Descanse em paz”

“Se Eu Morresse Amanhã”

Se eu morresse amanhã, viria ao menos
Fechar meus olhos minha triste irmã,
Minha mãe de saudades morreria
Se eu morresse amanhã!
Quanta glória pressinto em meu futuro!
Que aurora de porvir e que manhã!
Eu perdera chorando essas coroas
Se eu morresse amanhã!
Que sol! que céu azul! que doce n’alva
Acorda ti natureza mais louçã!
Não me batera tanto amor no peito
Se eu morresse amanhã!
Mas essa dor da vida que devora
A ânsia de glória, o dolorido afã…
A dor no peito emudecera ao menos
Se eu morresse amanhã!”

(Álvares de Azevedo)

 

“Portões do cemitério”, The Smiths:

Um beijo e até a próxima (ou não).

Dica de loja alternativa: Horrorífica

8bfcdb44-e2d2-4c93-a37c-4bf84d58b68c

Se tem uma coisa que eu gosto e apoio, são lojas alternativas brasileiras, porque nós todos sabemos as dificuldades de se produzir e vender material de qualidade, então eu fico bastante animada quando conheço uma loja que alia estilo alternativo com qualidade e preço honesto, por isso, hoje vou falar de uma loja que eu adoro e se tornou parceira do blog, a Loja Horrorífica!

A loja é uma das principais produtoras de camisetas com a temática horror do país e existe desde 2012. Além das camisetas, eles também vendem objetos de decoração, como capas de almofadas, necessaires, chaveiros e raglans! É um sonho pra quem curte horror vintage!

Eu recebi deles uma camiseta que eu escolhi, do filme Creepshow, que me traz muitas lembranças da infância, de quando eu ficava acordada até de madrugada pra assistir Arrepio do Medo(hello SBT).

_DSC0509
O tecido é super confortável e leve

Além da camiseta, eles também me enviaram uma necessaire da Elvira, rainha das trevas, que é simplesmente o melhor filme do mundo! Couberam todos os meus pincéis e maquiagens.

_DSC0555

E por último, essa bolsa de Tabuleiro Ouija, pra fazer contato com os friends! hahaha.

_DSC0553

Antes de me tornar parceira da loja, eu já utilizava os produtos dela, como a camiseta da Vampira e uma raglan do The Rocky Horror Picture Show(que infelizmente eu esqueci de tirar fotos decentes).

_DSC0172
Essa vocês já conhecem das redes sociais
_DSC0151
Aquele close

Enfim, eu uso e recomendo. A loja também possui perfis no Facebook e Instagram. Por hoje é só, espero que tenham gostado da indicação. Beijos!

Profissão X Estilo alternativo

Uma das coisas que as pessoas mais me perguntam ou tem curiosidade de saber é: como eu lido com minha profissão e o estilo alternativo. Pra quem não sabe, eu sou professora de História de escola pública desde 2008, época em que eu estava no meu segundo ano de faculdade e já comecei a lecionar como professora substituta. Em 2010 eu passei em um concurso e assim me efetivei, mudando de escola apenas uma vez para a escola que estou atualmente e esta escola é bastante tradicional na minha cidade, o que faz todos se perguntarem se eu sofro algum tipo de preconceito ou desconforto e a minha resposta é: não. Claro que, por causa das tatuagens, alguns pais de alunos olham para mim com certa desconfiança, mas depois de me conhecerem melhor e ver a seriedade do meu trabalho, eles acabam se livrando desse “receio”, digamos assim.

_DSC0575
Look clássico de trabalho.

No que diz respeito à minha relação com os alunos, só posso dizer que é a melhor possível. Temos nossos problemas às vezes, mas nada que me faça querer desistir da profissão ou me deixe doente. Na maioria das vezes eu me divirto muito com eles e a maior parte se mostra bastante carinhosa comigo, então me sinto bastante privilegiada por isso, porque sabemos que a realidade da maioria dos professores de escola pública é bem diferente. Alguns são obrigados a viver em ambientes hostis, com sérios problemas de violência, além da desvalorização por parte do Estado, que afeta todos nós.

_DSC0571
E o salário ó…

A equipe gestora da escola, apesar de bastante tradicional, me respeita muito e temos uma relação de amizade, o que torna tudo mais fácil, pois eu me sinto apoiada e segura no meu trabalho, o que é essencial. Também tenho uma ótima relação com a maior parte dos meus colegas e considero vários deles como verdadeiros amigos.

_DSC0574

Mas e sobre o meu estilo? Por mais que a maioria das pessoas me achem “diferente”, eu me acho super básica! Sério! Não vejo muita diferença, a não ser pelas tatuagens, que já é uma coisa bastante comum. Nessas fotos acima está basicamente o look que eu uso quase todos os dias, que é uma blusinha discreta, ou vestido abaixo do joelho e nada decotado ou cavado, além de muitas camisetas de banda ou filmes e calça jeans preta.

Confesso que às vezes eu fico irritada quando me dizem que eu não pareço professora, porque já fico imaginando que uma pessoa com “cara de professora” deve ter ares de cansaço, andar de guarda pó e um panfleto de greve. Não! Isso, eu acredito, vem do fato de as pessoas acharem que a nossa profissão determina a maior parte daquilo que somos e na verdade, não é. A nossa profissão é apenas uma parte de quem nós somos! Eu sou bem mais que as oito horas dedicadas ao trabalho, sou um ser humano bastante complexo, que pensa, tem distrações, opiniões radicais, que sente raiva, que ri de si mesmo e dos outros, que gosta de informações randômicas e tem muitos sonhos utópicos. Seria muito limitador para qualquer pessoa estar reduzida à somente isso. Nós somos mais, muito mais.

Bom, é isso, espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre mim.

beijos, até.

Look do dia: The handsome devil

Olá meus jovens,

primeiramente quero pedir desculpas por demorar tanto para postar, mas é que ultimamente tenho ficado doente e sem ânimo pra me arrumar e fotografar. Minha primeira postagem de look do dia vem com a indicação de uma loja que eu amo: a Juliana Lourenço Bags. Eu sigo a Ju desde o tempo do orkut e a admiro muito, pois ela faz tudo com muito capricho, além de ser uma mulher incrível. Se alguém se interessar, o link da página dela no facebook é Juliana Lourenço ou no instagram @playmate1960

_DSC0361
Detalhe da bolsa com imagem da Vampira

_DSC0366

_DSC0399
Look completo: garimpo de brechó Chapéu: comprado em uma feira na Argentina Batom: queen, cor 12

_DSC0396_DSC0381

beijos e até a próxima.

Por que criar um blog?

Olá, meus jovens.

Quando eu pensei em criar um blog, eu me fiz esta pergunta. Por que criar um blog enquanto a maioria das pessoas perderam a paciência com textos grandes e acabam procurando as redes sociais que envolvem vídeos ou fotos? E a resposta mais convincente é exatamente a pergunta. Eu explico: desde 2005 eu sou leitora assídua de blogues, que ao longo dos anos foram deixando de existir, então, com o crescimento do número de seguidores das minhas redes sociais me fez pensar em criar um blog para quem, assim como eu, ainda gosta realmente desse tipo de plataforma. Então, se você faz parte do time dos diferentões, barrocos, beatniks, fique à vontade, a casa é sua.

Os assuntos que irei tratar no blog variam de pensatas, resenhas de lojas alternativas, muitos looks do dia , dicas de beleza, tutoriais de penteados, divulgação de artistas e outras coisas tão urgentes quanto as citadas.

Sejam todos bem vindos e não reparem a bagunça.

17098701_1272853422800206_4577682803469911229_n

(Ilustração do amigo Eduardo Duarte, que também fez a capa deste blog)